quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

São Silvestre Barreiro by Fidalbyke

No sábado juntámo-nos a alguns amigos e fomos até ao Barreiro para participar na 13ª edição do passeio noturno S. Silvestre (o maior noturno em Portugal), organizado pela Associação de Cicloturismo Fidalbyke em parceria com a Câmara Municipal do Barreiro. 
Originalmente os eventos de S. Silvestre estão ligados à corrida, sendo que a sua primeira edição se realizou na cidade de S. Paulo no Brasil em 1925 no dia 31 de dezembro, sendo repetida anualmente desde então, pretendendo assinalar a data da morte do papa da igreja Católica, canonizado também neste dia no quarto século da era cristã e de onde vem o seu nome.
Este passeio de BTT foi simultaneamente uma acção de Solidariedade onde se promoveu  a oferta de produtos alimentares de primeira necessidade que foram depois entregues a uma Instituição de Solidariedade Social 
Apesar do muito frio que se fazia sentir, foram ainda cerca de 600 os ciclistas que percorreram as ruas e trilhos daquela localidade, sem faltar a passagem pela Mata da Machada.
Sempre em ambiente descontraído e de convívio tivemos ainda a meio do passeio uma paragem para chá e bolo rei e no final o tradicional caldo verde.
Parabéns à organização e para o ano estaremos de volta!

On Saturday we joined some friends and went to Barreiro to participate in the 13th edition of the night tour S. Silvestre (the biggest in Portugal), organized by the Fidalbyke Cycling Association in partnership with the Barreiro City Hall.

Originally the events of S. Silvestre are linked to running, and its first edition was held in the city of S. Paulo in Brazil in 1925 on December 31, and is repeated every year since, intending to mark the date of the pope's death, also canonized on this day in the fourth century of the Christian era and from where its name comes.

This mountain bike ride was simultaneously a Solidarity action where were promoted the supply of basic necessities that were later delivered to a Social Solidarity Institution

In spite of the very cold that was felt, there were still about 600 cyclists who rode the streets and trails of Barreiro, without missing the passage through the Mata da Machada.

Always in a relaxed and convivial atmosphere we still had in the middle of the tour a stop for tea and cake and in the end the traditional green broth soupe.

Congratulations to the organization and for the year we will be back


domingo, 10 de dezembro de 2017

Fim de semana em Marvão

Com o feriado à sexta-feira decidimos juntar o útil ao agradável e aliámos uma deslocação profissional, a uma escapadela de fim de semana. Bicicletas preparadas e arrumadas no carro e na manhã de sexta-feira rumámos ao coração da Serra de S. Mamede.
A nossa estadia seria na Quintado Barrieiro, situada em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, a cerca de 15 minutos de carro de Marvão. Este era um local que à muito queríamos visitar e se há sítios com uma energia única e revigorante, este é um deles.
Perfeitamente enquadrada na paisagem, a quinta é um local privilegiado, onde a arte e a natureza se fundem em perfeita harmonia. Por toda a propriedade podemos encontrar diversas obras da escultora Maria Leal da Costa e podemos também sentir a influencia da artista na decoração das diversas casas. Para alem do percurso pedonal dentro da propriedade, temos também ao dispor um atelier com uma vista soberba (onde podemos ler, conviver, ou simplesmente desfrutar da magnifica vista), uma piscina e uma sala de jogos.
No sábado tínhamos programado uma volta de bicicleta pela Serra de São Mamede, mas o denso nevoeiro que se fez sentir pela manhã levou-nos a uma mudança de planos, pelo que optámos por uma caminhada que se iniciou dentro da quinta, no “Alentejo Sculpture Park” e que depois nos levou à descoberta de alguns trilhos nas imediações numa caminhada de cerca de 8 Km. Como a tarde estava reservada para reuniões de trabalho, decidimos deixar o passeio de bicicleta para domingo de manhã.
Contudo domingo amanheceu pior que sábado, pelo que as bicicletas continuaram arrumadas no carro. O nevoeiro era ainda mais denso e ameaçava chover. Como tínhamos indicação de alguns percursos pedonais a partir da Quinta do Barrieiro que circundam a Barragem de Apartadura, partimos então à descoberta. O estado do tempo acabou por se agravar ainda mais pelo que fizemos apenas um dos percursos, numa extensão de cerca de 6 Km com muita subida, descida e muita chuva e vento. De regresso ao alojamento, tempo para um chá e um banho quente, pois com muita pena nossa, estava na hora de regressarmos.
Regressámos com vontade de voltar e aproveitar todo o potencial que o Barrieiro tem para nos oferecer, pelo que este será o nosso alojamento para o São Mamede Granfondo que em 2018 parte de Marvão.
O Bike Experience Marvão Granfondo vai ser lançado em breve. Se te queres juntar a nós e ficar a conhecer ao vivo esta magnifica propriedade, fica atento!



With the Friday holiday we decided to join a professional trip, to a weekend getaway. Bicycles prepared and tidied in the car and on Friday morning we headed to the heart of the Serra de S. Mamede.
Our stay would be at Quinta doBarrieiro, located in the Natural Park of Serra de São Mamede, about 15 minutes drive from Marvão. This was a place we really wanted to visit and if there are sites with a unique and invigorating energy, this is one of them.
Perfectly framed in the landscape, the farmhouse is a privileged place, where art and nature merge in perfect harmony. Throughout the property we can find several works of the sculptor Maria Leal da Costa and we can also feel the influence of the artist in the decoration of the various houses. In addition to the pedestrian path inside the property, we also have a studio with a superb view (where we can read, live, or simply enjoy the magnificent view), a swimming pool and a games room.
On Saturday we had scheduled a bicycle ride through the Serra de São Mamede, but the dense fog that was felt in the morning led to a change of plans, so we opted for a hike that began inside the farm in the Alentejo Sculpture Park "and then took us to the discovery of some trails in the vicinity in a walk of about 8 km. As the afternoon was reserved for work meetings, we decided to leave the bike ride for Sunday morning.
But Sunday dawned worse than Saturday, so the bikes remained neat in the car. The fog was even thicker and threatening to rain. We had been told there were some pedestrian routes from the Quinta do Barrieiro that surround the Barrage of Apartadura,and so we started to the discovery. The state of the weather turned out to be even worse because of it, we did only one of the routes, in an extension of about 6 km with a lot of ascent, descent and much rain and wind. Returning to the lodge, time for tea and a hot bath, because with great sorrow, it was time to return.
We came home with the desire to return and take advantage of all the potential that Barrieiro has to offer us, so this will be our accommodation for São Mamede Granfondo that in 2018 starts from Marvão.
The Bike Experience Marvão Granfondo will be released soon. If you want to join us and get to know live this magnificent property, stay tuned!


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Irbal Porto Granfondo


Desta vez deslocamo-nos sozinhos até ao Porto e aproveitamos para passar algum tempo com familiares, juntando assim o útil ao agradável.
Chegámos ao Porto no sábado e após o almoço, levantámos o kit de participante e aproveitámos a visita guiada pela cidade (vantagens de ter um guia particular nascido e criado na Ribeira).
O domingo amanheceu com um sol radioso na Areosa, pelo que nada antevia o que nos esperava na partida junto ao Douro. Frio!!! Muito frio e um nevoeiro que nos enregelava.
Partimos para o mediofondo com os objetivos de sempre neste tipo de provas: terminar sem percalços, aproveitar a envolvente que o percurso tem para oferecer e conviver com os amigos que encontramos nestes eventos.
Tal como em todos os eventos Bike Service, a organização esteve à altura dos acontecimentos. Percurso espetacular, assistência médica e mecânica ao longo do percurso e abastecimento no sitio certo. Apenas um pequeno reparo relativamente à localização da partida/chegada, que embora numa zona simplesmente espetacular, não tinha (na nossa opinião) as condições de espaço para receber tanta gente.
Após a prova e antes da entrega de prémios, não podíamos deixar de degustar uma bela francesinha à moda do Porto.
Em terra de familiares, esta prova teve um gostinho especial, com o pódio da Nídia: 3º lugar Master 30 F.





This time we went alone to Porto and took the opportunity to spend some time with family.
We arrived in Porto on Saturday and after lunch, we piked up the participant kit and took advantage of the guided tour of the city (advantages of having a private guide born and raised in Ribeira).
Sunday was dawn with a radiant sun in the Areosa, reason why nothing anticipated what awaited us in the start next to the Douro. Cold!!! It was very cold, and it was a fog that gusted us.
We started with the objectives of always: to finish without mishaps, to enjoy the surroundings that the course has to offer and to spend time with the friends that we find in these events.
As in all Bike Service events, the organization was up to the task. Spectacular course, medical and mechanical assistance along the route and supply in the right place. Only a small repair regarding the location of the departure/arrival, which although in a simply spectacular area, did not (in our opinion) have the space conditions to receive so many people.
After the race and before the awards ceremony, we could not fail to taste  “Francesinha”.

This event had a special taste, with the podium of Nídia: 3rd place Master 30 F.

domingo, 23 de julho de 2017

Bike Experience Portugal em Espanha na La Indurain

Ontem participámos na 25ª edição da Marcha Cicloturistica Miguel Indurain.
Esta prova teve a sua primeira edição em 1992, como forma de honrar a primeira vitoria de Miguel Indurain no Tour de França em 1991.
Tínhamo-nos deslocado a Pamplona para a apresentação dos modelos de 2018 da Pinarello e fomos convidados pela marca a estar presentes na La Indurain que se realiza todos os anos em Villava, cidade natal do ciclista. É claro que não podíamos recusar este convite, e mesmo com o pouco treino e a falta de descanso alinhámos à partida.
Na noite anterior, tivemos o prazer de jantar e conversar um pouco com o próprio Miguel Indurain e com Purito Rodriguez.  
No dia da prova, acordámos às 6h00 (5h00 portuguesas) e com apenas 4 horas de sono, começámos a preparar-nos. Pequeno almoço tomado, e às 7h00 juntámo-nos ao pelotão da Pinarello Ibérica que seguia em bicicleta do hotel para a partida.
Utilizámos para esta prova, uma Pinarello GAN equipada com Shimano Ultegra Di2. Uma bicicleta extremamente reativa, que rola muito bem e com uma resposta brutal a subir. A descer a aerodinâmica do quadro é tão fabulosa que atingiu os 95 Km/h.
Às 8h30, tiro de partida! Iniciei a prova com os objetivos de sempre: divertir-me sem nenhum percalço e aproveitar ao máximo a experiência. Os primeiros 10 Km foram em andamento controlado, mas assim que o andamento ficou livre, as coisas aqueceram. Seguiram-se 30 Km rolantes com algum sobe e desce, que terminaram com uma média de 47 Km/h. Logo de seguida começaram as dificuldades, e na primeira subida tive de deixar o grupo da frente, seguindo depois com um segundo grupo, onde permaneci até ao final.
Uma prova muito bem organizada, com paisagens deslumbrantes e uma dificuldade adequada à distancia escolhida (participámos no recorrido corto, o equivalente ao nosso Mediofondo). Foram 100 Km com média de quase 34Km/h e 1300m de desnível +. No fim ainda deu para um 54 lugar na geral.
Para o ano estaremos de volta e quem sabe se não levaremos alguns amigos connosco!!!



Yesterday we participated in the 25th edition of the La Indurain.
This event had its first edition in 1992, as a way to honor the first victory of Miguel Indurain in the Tour de France in 1991.
We had moved to Pamplona for the presentation of the 2018 models of Pinarello and we were invited by the brand to be present at the La Indurain that takes place every year in Villava, hometown of the cyclist. Of course we could not refuse this invitation, and even with the little training and lack of rest we aligned at the start.
The night before, we had the pleasure of having dinner and talking a little with Miguel Indurain himself and with Purito Rodriguez.
On the day of the race, we woke up at 6:00 a.m. (5:00 a.m.) and with only 4 hours of sleep, we began to prepare ourselves. Breakfast was taken, and at 7:00 am we joined the Pinarello Ibérica squad.
We used a Pinarello GAN equipped with Shimano Ultegra Di2. An extremely reactive bike, which rolls very well and with a brutal response to climb. The downhill aerodynamics of the frame is so fabulous that it reached 95 km / h.
At 8:30 a.m., the race begins! I started the race with my usual goals: to enjoy myself without any problems and to make the most of the experience. The first 10 km were under controlled speed by the pace car, but as soon as the race opened, things got hotter. It followed 30 km rolling with some rise and descents, which ended with an average of 47 km / h. Soon the difficulties began, and on the first climb I had to leave the front group, followed by a second group, where I stayed until the end.
A very well organized race, with breathtaking scenery and an adequate difficulty at the chosen distance (we participated in the short circuit, the equivalent of our Mediofondo). They were 100 km with an average of almost 34Km / h and 1300m clinbing. In the end a 54th place overall.

For the year we will be back and maybe we will take some friends with us !!!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Gerês Granfondo 2017

Após a nossa participação nesta prova no ano passado, já tínhamos decidido que queríamos voltar a pedalar no Gerês e quando a data da edição de 2017 foi lançada, não demorámos muito a inscrevermo-nos.
Como estas coisas são sempre melhores com boa companhia, este ano levámos um grupo de amigos connosco. No total fomos 7 os aventureiros do pedal que participaram nesta experiência.
Chegámos à vila do Gerês depois de almoço e dirigimo-nos de imediato ao secretariado para o levantamento dos dorsais, deixando-nos assim a tarde livre para aproveitar a piscina do “LindoVerde”, onde o Sr. Manuel nos aguardava com a habitual simpatia.
Após a relaxante tarde na piscina, foi tempo de ir abastecer de hidratos de carbono para não faltar energia durante as tão longas subidas do percurso. O local escolhido para jantar foi a pizzaria “O Chana” que fica a caminho da Vila do Gerês. Menu? Moelas, esparguete bolonhesa, lasanha, pizzas… e estávamos prontos para o dia seguinte.
Domingo acordámos cedo para poder tomar o pequeno almoço tranquilamente e fomos até à partida, onde a multidão já se começava a aglomerar.
A prova estava como o que seria de esperar dos eventos Bike Service. Excelente organização, percurso duro mas espetacular, bastantes abastecimentos e muita assistência médica e mecânica pelo caminho. Tivemos a oportunidade de dar os parabéns pessoalmente ao Manuel Zeferino por mais este evento, mas não poderíamos deixar de o fazer novamente e desta vez, extensivos a toda a equipa. PARABÉNS!!!
Deixamos apenas alguns reparos de situações que poderiam ser melhoradas, às quais a organização da prova é alheia. Em primeiro lugar, o completo desprezo com que alguns participantes tratam o Gerês, deitando lixo pelo percurso, mesmo tendo a organização preparado zonas para o efeito. Em segundo lugar, o estado em que alguns troços de estrada se encontram, pelo que os municípios envolvidos poderiam ter essa questão em linha de conta, não só pelos participantes na prova, mas também por todos os moradores e visitantes do Gerês.
No final, terminámos a prova sem percalços e dentro dos objetivos que já nos são habituais: terminar a prova desfrutando ao máximo do percurso e ambiente.
Ainda aproveitámos para relaxar os músculos na piscina do alojamento mas, entretanto, estava na hora de regressar. Paragem obrigatória em Almeirim para a tradicional sopa da pedra e pouco depois estávamos de regresso a Setúbal.
Obrigado a todos os que nos acompanharam nesta aventura e até à próxima Bike Experience!!!


After our participation in this event last year, we had already decided that we wanted to come back to ride in Gerês and when the date of the 2017 edition was released, we did not take long to sign up.
These things are always better with good company, so this year we took a group of friends with us. In total we were 7 pedal adventurers who participated in this experience.
We arrived at the village of Gerês after lunch and immediately went to the secretariat for the pick upo f the participonat kit, leaving the  afternoon free to enjoy the pool of "Lindo Verde", where Mr. Manuel was waiting with the usual sympathy .
After the relaxing afternoon by the pool, it was time to carbo load for the long ascents of the course. The place chosen for dinner was the pizzeria "O Chana" which is on the way to Vila do Gerês. Menu: gizzards, bolognese spaghetti, lasagna, pizzas ... and we were ready for the next day.
Sunday we woke up early so we could have breakfast quietly and we went to the start, where the crowd was already beginning to crowd.
The grandfondo was what you would expect from the Bike Service events. Excellent organization, hard but spectacular route, plenty of supplies and lots of medical and mechanical assistance along the way. We had the opportunity to congratulate Manuel Zeferino personally for this event, but we must do it again and this time, extensive to the whole team. CONGRATULATIONS!!!
We leave only a few repairs of situations that could be improved, to which the organization of the event is extraneous. Firstly, the complete desrespect with which some participants treat the Gerês, throwing garbage along the route, even though the organization has prepared zones for this purpose. Secondly, the state in which some sections of road are, so that the municipalities involved could take this issue into account, not only by the participants in the race, but also by all residents and visitors of Gerês.
In the end, we finished the race without problems and within the usual objectives.: to finish the race enjoying to the maximum of the course and environment.
We still had time to relax our muscles in the pool, but in the meantime it was time to return. A mandatoryu stop in Almeirim for the traditional stone soup and shortly after we were back in Setúbal.

Thanks to all who accompanied us on this adventure and until the next Bike Experience !!!