domingo, 23 de julho de 2017

Bike Experience Portugal em Espanha na La Indurain

Ontem participámos na 25ª edição da Marcha Cicloturistica Miguel Indurain.
Esta prova teve a sua primeira edição em 1992, como forma de honrar a primeira vitoria de Miguel Indurain no Tour de França em 1991.
Tínhamo-nos deslocado a Pamplona para a apresentação dos modelos de 2018 da Pinarello e fomos convidados pela marca a estar presentes na La Indurain que se realiza todos os anos em Villava, cidade natal do ciclista. É claro que não podíamos recusar este convite, e mesmo com o pouco treino e a falta de descanso alinhámos à partida.
Na noite anterior, tivemos o prazer de jantar e conversar um pouco com o próprio Miguel Indurain e com Purito Rodriguez.  
No dia da prova, acordámos às 6h00 (5h00 portuguesas) e com apenas 4 horas de sono, começámos a preparar-nos. Pequeno almoço tomado, e às 7h00 juntámo-nos ao pelotão da Pinarello Ibérica que seguia em bicicleta do hotel para a partida.
Utilizámos para esta prova, uma Pinarello GAN equipada com Shimano Ultegra Di2. Uma bicicleta extremamente reativa, que rola muito bem e com uma resposta brutal a subir. A descer a aerodinâmica do quadro é tão fabulosa que atingiu os 95 Km/h.
Às 8h30, tiro de partida! Iniciei a prova com os objetivos de sempre: divertir-me sem nenhum percalço e aproveitar ao máximo a experiência. Os primeiros 10 Km foram em andamento controlado, mas assim que o andamento ficou livre, as coisas aqueceram. Seguiram-se 30 Km rolantes com algum sobe e desce, que terminaram com uma média de 47 Km/h. Logo de seguida começaram as dificuldades, e na primeira subida tive de deixar o grupo da frente, seguindo depois com um segundo grupo, onde permaneci até ao final.
Uma prova muito bem organizada, com paisagens deslumbrantes e uma dificuldade adequada à distancia escolhida (participámos no recorrido corto, o equivalente ao nosso Mediofondo). Foram 100 Km com média de quase 34Km/h e 1300m de desnível +. No fim ainda deu para um 54 lugar na geral.
Para o ano estaremos de volta e quem sabe se não levaremos alguns amigos connosco!!!



Yesterday we participated in the 25th edition of the La Indurain.
This event had its first edition in 1992, as a way to honor the first victory of Miguel Indurain in the Tour de France in 1991.
We had moved to Pamplona for the presentation of the 2018 models of Pinarello and we were invited by the brand to be present at the La Indurain that takes place every year in Villava, hometown of the cyclist. Of course we could not refuse this invitation, and even with the little training and lack of rest we aligned at the start.
The night before, we had the pleasure of having dinner and talking a little with Miguel Indurain himself and with Purito Rodriguez.
On the day of the race, we woke up at 6:00 a.m. (5:00 a.m.) and with only 4 hours of sleep, we began to prepare ourselves. Breakfast was taken, and at 7:00 am we joined the Pinarello Ibérica squad.
We used a Pinarello GAN equipped with Shimano Ultegra Di2. An extremely reactive bike, which rolls very well and with a brutal response to climb. The downhill aerodynamics of the frame is so fabulous that it reached 95 km / h.
At 8:30 a.m., the race begins! I started the race with my usual goals: to enjoy myself without any problems and to make the most of the experience. The first 10 km were under controlled speed by the pace car, but as soon as the race opened, things got hotter. It followed 30 km rolling with some rise and descents, which ended with an average of 47 km / h. Soon the difficulties began, and on the first climb I had to leave the front group, followed by a second group, where I stayed until the end.
A very well organized race, with breathtaking scenery and an adequate difficulty at the chosen distance (we participated in the short circuit, the equivalent of our Mediofondo). They were 100 km with an average of almost 34Km / h and 1300m clinbing. In the end a 54th place overall.

For the year we will be back and maybe we will take some friends with us !!!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Gerês Granfondo 2017

Após a nossa participação nesta prova no ano passado, já tínhamos decidido que queríamos voltar a pedalar no Gerês e quando a data da edição de 2017 foi lançada, não demorámos muito a inscrevermo-nos.
Como estas coisas são sempre melhores com boa companhia, este ano levámos um grupo de amigos connosco. No total fomos 7 os aventureiros do pedal que participaram nesta experiência.
Chegámos à vila do Gerês depois de almoço e dirigimo-nos de imediato ao secretariado para o levantamento dos dorsais, deixando-nos assim a tarde livre para aproveitar a piscina do “LindoVerde”, onde o Sr. Manuel nos aguardava com a habitual simpatia.
Após a relaxante tarde na piscina, foi tempo de ir abastecer de hidratos de carbono para não faltar energia durante as tão longas subidas do percurso. O local escolhido para jantar foi a pizzaria “O Chana” que fica a caminho da Vila do Gerês. Menu? Moelas, esparguete bolonhesa, lasanha, pizzas… e estávamos prontos para o dia seguinte.
Domingo acordámos cedo para poder tomar o pequeno almoço tranquilamente e fomos até à partida, onde a multidão já se começava a aglomerar.
A prova estava como o que seria de esperar dos eventos Bike Service. Excelente organização, percurso duro mas espetacular, bastantes abastecimentos e muita assistência médica e mecânica pelo caminho. Tivemos a oportunidade de dar os parabéns pessoalmente ao Manuel Zeferino por mais este evento, mas não poderíamos deixar de o fazer novamente e desta vez, extensivos a toda a equipa. PARABÉNS!!!
Deixamos apenas alguns reparos de situações que poderiam ser melhoradas, às quais a organização da prova é alheia. Em primeiro lugar, o completo desprezo com que alguns participantes tratam o Gerês, deitando lixo pelo percurso, mesmo tendo a organização preparado zonas para o efeito. Em segundo lugar, o estado em que alguns troços de estrada se encontram, pelo que os municípios envolvidos poderiam ter essa questão em linha de conta, não só pelos participantes na prova, mas também por todos os moradores e visitantes do Gerês.
No final, terminámos a prova sem percalços e dentro dos objetivos que já nos são habituais: terminar a prova desfrutando ao máximo do percurso e ambiente.
Ainda aproveitámos para relaxar os músculos na piscina do alojamento mas, entretanto, estava na hora de regressar. Paragem obrigatória em Almeirim para a tradicional sopa da pedra e pouco depois estávamos de regresso a Setúbal.
Obrigado a todos os que nos acompanharam nesta aventura e até à próxima Bike Experience!!!


After our participation in this event last year, we had already decided that we wanted to come back to ride in Gerês and when the date of the 2017 edition was released, we did not take long to sign up.
These things are always better with good company, so this year we took a group of friends with us. In total we were 7 pedal adventurers who participated in this experience.
We arrived at the village of Gerês after lunch and immediately went to the secretariat for the pick upo f the participonat kit, leaving the  afternoon free to enjoy the pool of "Lindo Verde", where Mr. Manuel was waiting with the usual sympathy .
After the relaxing afternoon by the pool, it was time to carbo load for the long ascents of the course. The place chosen for dinner was the pizzeria "O Chana" which is on the way to Vila do Gerês. Menu: gizzards, bolognese spaghetti, lasagna, pizzas ... and we were ready for the next day.
Sunday we woke up early so we could have breakfast quietly and we went to the start, where the crowd was already beginning to crowd.
The grandfondo was what you would expect from the Bike Service events. Excellent organization, hard but spectacular route, plenty of supplies and lots of medical and mechanical assistance along the way. We had the opportunity to congratulate Manuel Zeferino personally for this event, but we must do it again and this time, extensive to the whole team. CONGRATULATIONS!!!
We leave only a few repairs of situations that could be improved, to which the organization of the event is extraneous. Firstly, the complete desrespect with which some participants treat the Gerês, throwing garbage along the route, even though the organization has prepared zones for this purpose. Secondly, the state in which some sections of road are, so that the municipalities involved could take this issue into account, not only by the participants in the race, but also by all residents and visitors of Gerês.
In the end, we finished the race without problems and within the usual objectives.: to finish the race enjoying to the maximum of the course and environment.
We still had time to relax our muscles in the pool, but in the meantime it was time to return. A mandatoryu stop in Almeirim for the traditional stone soup and shortly after we were back in Setúbal.

Thanks to all who accompanied us on this adventure and until the next Bike Experience !!!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Compressport São Mamede Granfondo de Portalegre

No passado fim de semana rumámos a Portalegre para participar na primeira edição desta prova, na distância mediofondo. Estão previstas mais 3 edições da prova: Marvão - 2018, Castelo de Vide - 2019 e Arronches - 2020.
Após o levantamento dos dorsais, tempo ainda para deixar as nossas bicicletas na Estalagem da Liberdade http://estalagemdaliberdade.weebly.com/ e ir assistir à palestra de nutrição dada pelo ciclista Bruno Pires.
O jantar na véspera da prova foi na companhia do nosso amigo Paulo Martins (ex-ciclista profissional e atual comentador da EuroSport) e da sua esposa, com o qual tivemos oportunidade de discutir sobre o percurso e algumas estratégias.  
Domingo às 8h30 lá fomos para a meta e concluída a prova só podemos falar bem da Organização. Tirando pequenas questões de pormenor que são absolutamente normais numa primeira edição, podemos dizer que está ao nível do que melhor se faz em Portugal. Superou as nossas expectativas. O DAP (Associação de Desporto e Aventura de Portalegre) está de PARABÉNS! Excelente escolha de percurso, um bom kit de participante e um almoço espetacular, foram alguns dos pontos altos. Nem o vento quis perder estes momentos e acompanhou-nos durante todo o dia…!

A cereja no topo do bolo foi o pódio alcançado pela Nídia na sua terra natal: 3º Lugar M30 F.

Para este evento deslocámo-nos de forma ecológica, num confortável e económico Toyota Auris Touring Sports Hybrid, gentilmente cedido pela Toyota (Caetano Auto Setúbal). Obrigado pela experiencia de conduzir um HIBRIDO, ficámos fãs!!!

Uma prova que recomendamos... Para o ano estaremos certamente de volta!







Last weekend we headed to Portalegre to participate in the first edition of this event, in the middle distance. A further 3 editions of the race are planned: Marvão - 2018, Castelo de Vide - 2019 and Arronches - 2020.
After cheking in, we still have time to leave our bikes at Estalagem da Liberdade http://estalagemdaliberdade.weebly.com/ and attend the nutrition lecture given by cyclist Bruno Pires.
The dinner on the eavenig before the race was in the company of our friend Paulo Martins (former professional cyclist and current commentator of EuroSport) and his wife, with whom we had an opportunity to discuss the course and some strategies.
Sunday at 8:30 am there we went to the start, and after finishing the race we can only speak well of the Organization. Apart from small issues of detail that are absolutely normal in a first edition, we can say that it is at the level of what is best done in Portugal. It exceeded our expectations. CONGRATULATIONS DAP (Sports and Adventure Association of Portalegre)! Excellent choice of course, a good participant kit and a spectacular lunch, were some of the highlights. Not even the wind wanted to miss these moments and accompanied us all day ...!
The cherry on the top of the cake was the podium reached by Nidia in her homeland: 3rd Place M30 F
For this event, we moved ecologically, in a comfortable and economical Toyota Auris Touring Sports Hybrid, courtesy of Toyota (Caetano Auto Setúbal). Thanks for the experience of driving a HYBRID, we were fans !!!

An event that we recommend. Next year we will surely be back.






segunda-feira, 22 de maio de 2017

Alvalade - Porto Covo 2017

No passado domingo rumámos até à vila de Alvalade do Sado para participar no mítico raid “Alvalade – Porto Covo” que vai já na sua 19ª edição.
Este evento de BTT de carater não competitivo é provavelmente o mais popular da modalidade em Portugal contando nesta edição com cerca de 3000 participantes.
Desta vez não fomos sozinhos. No total fomos 20 ciclistas que seguiram em convívio de Setúbal até Alvalade do Sado num autocarro exclusivo para nós, onde as bicicletas tinham o seu lugar reservado num atrelado construído de raiz para o seu transporte.
Com 30 minutos de atraso em relação ao previsto, lá saímos de Setúbal em animada confraternização a bordo do autocarro da “ChapaBus”. Cerca de 1h30 depois chegávamos a Alvalade do Sado, onde após os preparativos para a partida, nos juntámos à caravana de bttistas que participavam no raid.
Num evento como este, é difícil manter 20 participantes unidos no meio de quase 3000 pessoas, mas fomos percorrendo os 70 Km praticamente sempre em contacto uns com os outros.
No final, acabámos com boa disposição e após o merecido banho, foi altura para um picnic junto ao autocarro. Tempo ainda para comer um gelado e tomar um café na simpática vila de Porto Covo.
Entretanto era hora de regressar a Setúbal e durante a viagem de regresso, com o embalo do autocarro, alguns membros da comitiva ainda adormeceram, mas a boa disposição continuou.
Venha a próxima aventura!!!


Last Sunday we headed to the village of Alvalade do Sado to participate in the mythical raid "Alvalade- Porto Covo" that is already in its 19th edition.
This non-competitive mountain bike event is probably the most popular moutain bike event in Portugal, counting in this edition with about 3000 participants.
This time we were not alone. In total we were 20 cyclists who followed  from Setúbal to Alvalade do Sado in an exclusive bus, where the bicycles had their place reserved in a trailer built for its transport.
With 30 minutes of delay compared, we left Setúbal in lively fraternization on board the "ChapaBus" bus. About 1:30 we arrived at Alvalade do Sado, where after the preparations, we joined the caravan of mountain bikers that participated in the raid.
In an event like this, it is difficult to keep 20 participants together in the middle of almost 3000 people, but we cycled the 70 Km practically always in contact with each other.
We ended up in good mood and after the well-deserved bath, it was time for a picnic by the bus. Time to eat an ice cream and have a coffee in the friendly village of Porto Covo.
But it was time to return to Setubal, and on the return trip, some members of the party fell asleep, but the good mood continued.

We cant wait next adventure !!!











sábado, 13 de maio de 2017

Setúbal - Vila Nova de Stº André

No passado domingo rumámos a Vila Nova de Stº André acompanhados por alguns amigos.
Decidimos fazer este evento com duas distancias distintas. Assim, um grupo rumou ao ferrie e atravessou o rio Sado até Troia, de onde iniciou a pedalada; enquanto o outro grupo tomou a direção de Alcácer do Sal.
O 1º grupo tinha assim cerca de 55 Km para pedalar até ao almoço que nos esperava no Texas Taste (https://www.facebook.com/texasburgerxl/) em Stº André, ao passo que o 2º grupo teria de percorrer cerca de 120 Km.
Acabámos por chegar com pouco tempo de diferença. O almoço estava excelente e fomos recebidos com grande simpatia pelo amigo Zorrinho. O ambiente no Texas Grill é bastante acolhedor e a comida é fantástica e bem confecionada.
Após repor as energias, era hora de regressar a Setúbal. Desta feita, os dois grupos seguiram o mesmo percurso de 55 Km até Troia para apanhar o ferrie que nos trouxe de volta a casa.

Aqui fica o link para o download dos tracks.




Last Sunday we went to Vila Nova de Stº André accompanied by some friends.
We decided to do this event with two different distances. Thus, a group went to the ferrie and crossed the river Sado until Troia, the other group took the direction of Alcácer do Sal.
The first group had about 55 km to pedal until the lunch that awaited us at the Texas Taste (https://www.facebook.com/texasburgerxl/)in St André, while the 2nd group had to cover about 120 km. We ended up arriving with little time difference.
The lunch was excellent and we were greeted with great friendliness by friend Zorrinho. The atmosphere at the Texas Grill is quite cozy and the food is fantastic and well cooked.
After recovering the energies, it was time to return to Setúbal. This time, the two groups followed the same course of 55 km to Troia to catch the ferrie that brought us back home.



Here is the link to download the tracks.